English French German Spain Italian Dutch

Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Mariah cai em show

OMG eu nem deveria estar aqui no Blogger mas eu tinha que postar isso. Vídeo da Mariah Carey levando uma queda em um show em Cingapura. Muito LOL.


Agora queria comentar uma coisa... Como certos veículos de imprensa veem fio de cabelo em ovo, meu... A notícia veiculada pela Rolling Stone fala que, ao cair, a Mariah levanta os braços disfarçando um passo de dança... HUAHAHAUA! Que viagem... Nada a ver gente, ela fez isso porque ela é super fresca! XD A queda nem foi feia, podem ver que ao ver que ia caindo, ela decidiu se jogar logo, não ia adiantar tentar se segurar e acabar caindo feio. XD Até tropeçando ela fica fazendo pose, eu ri MUITO disso! XD E ela ficou super sem graça, não parou de falar depois e pediu pra lhe tirarem os sapatos. XD Mas como ela é ariana, vão criticar até dizer chega, falar como foi ridícula ao "disfarçar um passo de dança"... É nossa sina ter haters atrás da gente... ;P

Pior que isso me lembrou outra queda que me mata de rir, da Kylie Minogue, que também faz graça do ocorrido... Quando ela levanta ela diz: "Que recuperação rápida!". XD Aliás, a Kylie já caiu tantas vezes e ela sempre fazendo graça, adoro! ♥


Pois é, adoooooro ver as divas caindo... É ver que apesar de todo o glamour elas ainda tem algo de... humano.

...a dor ainda existe (porém...)

Dizem que arianos desapegam fácil de pessoas tanto quanto se apegam. Porém esquecem de verificar a memória destes seres.
Às vezes, por mais que enterramos uma coisa bem fundo, em algum momento elas reaparecem. E mesmo que isso aconteça por culpa de outros, é engraçado ver que isso ainda te afeta de alguma maneira. As feridas cicatrizam, mas a dor às vezes continua. A dor de ver que algo que era tão importante para você, agora se foi. A dor de achar que conhecia alguém, mas foi tudo um engano. A dor de ver que você no fundo se importa com quem nunca lhe considerou importante de fato. A dor de saber que você nunca foi bom para alguém que era "mais que bom" pra você. A dor de imaginar como seria diferente se... bem, se as coisas tivessem sido diferentes.


Mas acredito que seja normal. Pelo menos pra mim. Acredito que as coisas acontecem porque tem que acontecer. Só. E muita coisa que aconteceu foi assim porque precisava ser assim, para que hoje eu soubesse de certas coisas. Acho que eu ainda preciso aprender muito sobre eu mesmo, e sobre os outros. Talvez quando eu me amar de forma completa, suficiente, aceitar o que tenho de bom e ruim, eu consiga entender o que aconteceu...

...mas tenho certeza que, apesar das dores, o melhor veio.

Blog em breve hiato

O motivo??? PROVAS!!! ¬¬'''''''


Perdão. Volto assim que der!

Quero ver: Ocean Heaven e Minhas Mães e Meu Pai

Enquanto ainda não consegui ver Tekken (acho que sou a única pessoa fã do game que quer comprar o DVD), vou falar de outros filmes que estou querendo muito ver. Porém enquanto o segundo filme já tem título em português, acho muito, muito, MUITO difícil o primeiro filme chegar em terras brasileiras. Bem, nada que um download não resolva, mas vamos lá...

Jet Li Ocean Heaven

Ocean Heaven é o filme mais recente de Jet Li, e ao contrário do que podem pensar, o filme não é de artes marciais mas sim um drama.
Jet Li interpreta Wang Xincheng, o dedicado pai de Wang Dafu, um jovem autista. Porém há um problema: Xincheng descobriu que sofre de câncer terminal do fígado e então decide tirar sua vida junto com seu filho por meio de afogamento. Porém Dafu consegue escapar nadando. Com isso Xincheng acredita que talvez o destino de Dafu possa ser diferente, então começa a missão de ensinar seu filho a ser independente, para que possa futuramente viver sem o pai.

Jet Li Ocean Heaven

O filme é uma colaboração filantrópica, para chamar a atenção para o autismo, pois a China abriga mais ou menos dez milhões de autistas. Para se ter uma ideia, o salário de Jet Li para participar do filme foi... um dólar. Um dólar somente. E segundo críticos, sua atuação é soberba. E além dele, o filme conta com a fotografia de Christopher Doyle (praticamente quase todos os filmes do Wong Kar Wai) e com a trilha musical de Joe Hisaishi (compositor dos filmes de Hayao Miyazaki), além de outras figuras importantes do cinema asiático.
Bem, acho que não preciso mais dizer porque quero tanto conferir este filme. Jet Li no elenco já me chama a atenção, e logo num filme muito elogiado, não posso ficar sem vê-lo! Me parece um filme muito tocante...


Minhas Mães e Meu Pai (The Kids Are All Right no original) é um filme que já tem data de estreia no Brasil (12 de novembro), e embora eu tenha quase certeza que ele não estreará em nenhuma sala de cinema de Manaus pelo tema, estou bem curioso em vê-lo. A história conta a iniciativa do jovem Laser, interpretado por Josh Hutcherson, em procurar o pai biológico dele e da irmã, interpretada pela Mia "Alice no País das Maravilhas" Wasikowska. E ao achar em o pai, a família acaba aumentando, iniciando os conflitos. O casal de mães é interpretado pelas ótimas Julianne Moore e Annette Bening.


Sim, como podem ler, trata-se de uma família formada por mães lésbicas, por isso tenho a leeeeve impressão que o filme não vai passar nos cinemas, mas como a Imagem Filmes é a distribuidora, é quase certo que saia em DVD. Pelo menos isso! Agora o negócio é esperar...

E então, se interessaram em ver algum deles?

A arte de reclamar... por reclamar

Meus colegas de classe são uns imbecis.
Não que isso seja segredo, já praguejo horrores no meu Twitter, mas é isso aí. A maioria destes meus "futuros colegas de profissão" são uns idiotas completos. E a coisa fica pior quando eles tentam mostrar algum "engajamento" em nome do seu "crescimento acadêmico".


Vou me explicar melhor... No semestre passado a maioria da sala se uniu para dispensar uma professora que a turma julgava "ensinar mal". Que ela era repetitiva, não era criativa, parecia limitada... Mas essa turminha agiu da pior maneira possível, na minha opinião. Antes de tentar argumentar com a professora, a denúncia foi direta para a coordenação, e depois de uma briga homérica na sala com uma professora, com direito a gritaria e altas acusações (e a professora era de idade, imagina se ela tivesse tido algum problema de saúde), ela acabou pedindo dispensa da turma. Resultado? Foi aquele que eu esbravejei no começo do ano no Twitter umas mil vezes: com dois professores flatantes, acabou atrasando todo o conteúdo, houve acúmulo de trabalhos pra poder recuperar o tempo perdido, foi um verdadeiro inferno.
E eis que chega o terceiro período, com a professora substituta de língua portuguesa que substituiu a primeira. Dessa vez, olha que ironia, a reclamação foi que a professora era puxada demais. Além de explicar, a professora adota a política de fazer os alunos lerem em voz alta para avaliar a oratória e a ortoépia e faz com que os alunos respondam questões no quadro branco, tal qual fazíamos quando pequenos, tendo de explicar nossa resposta para todos. No começo eu desgostava dessa postura da professora, admito isso, mas com o tempo vi que ela agia não menos do que uma professora universitária deve agir. E ela ensina muitíssimo bem, uma das melhores professoras que tive. Porém, como disse, a cambada de imbecis não gostou da postura dela. A última reclamação foi que ela "passou tempo demais gastando aulas com análises de frases" e isso ficou "repetitivo", e a turminha foi reclamar na coordenação que a professora estava "perdendo tempo"... Agora, a questão fundamental: vocês acham que a turma tinha entendido o conteúdo que a professora cobrava? Nananinanão. Lembro muito bem que quando a professora perguntou sobre as classes gramaticais (substantivo, adjetivo, pronome etc) e pediu para que a turma conceituasse, a grande maioria se borrou nas calças. E se ela passa um bom tempo fizando os assuntos básicos é porque ali ninguém sabe disso. Universitários que não conhecem regras básicas e conceitos da gramática portuguesa. Preciso comentar algo mais?
Mas enfim, a cartada final foi dada pela professora. Provavelmente ela teve a atenção chamada pela coordenação por causa do bando de cavalos que foi lá denunciar tais "abusos" da professora. Sem dar ideia de que ela soube do acontecido - mas que qualquer idiota poderia perceber a indireta bem direta - ela disse isso (não exatamente, mas bem aproximado): "Olha pessoal, acho engraçado, a antiga professora de vocês falou que vocês eram uma classe não muito confiável. Não perguntei o porquê, até porque isso não é do meu interesse. Sabe por quê? É que eu confio em vocês. Considero vocês pessoas íntegras, verdadeiras e creio que como futuros profissionais podem fazer muito pelo mundo". Ouch!!! Nem preciso dizer que boa parte da turma sentiu essa bela dedada no olho.


E essa é apenas uma das histórias. A classe é super desunida, mas é espantoso como as pessoas lá se unem por idiotice, aquelas típicas manifestações de malucos, onde o objetivo não é protestar, mas sacanear. Como minha mãe disse quando lhe contei a história, isso é coisa de molequezinhos mimados que se acham o cu do mundo porque "estão pagando" e somente querem passar o mais rápido possível. Estudar? Crescer? Aprender? Pra quê né? Não sei porquê não pagam logo pelo certificado e vão embora...

Às vezes me lamento de ser muito antissocial, mas com essas e outras situações na minha sala eu acabo me lembrando que eu não me tornei assim do nada. Fui!

Heterocaras me perseguem!!! o.O

Você que é gay já notou isso, tenho certeza...
Tem sempre um homem, um colega, seja de trabalho ou de escola, que faz amizade com você, mas que você sente que de algum modo essa amizade é diferente. Mas que também não adianta esperar muito porque ele é hétero (ao menos ele se declara assim).
Talvez realmente estes indivíduos não tenham noção de como se comportam, porém com o tempo você observa que este cara lhe trata diferente... Lhe trata exatamente como ele trataria as meninas que ele está à fim! Importunando, sendo (muito) gentil, lembrando em horas estranhas, te ligando sem parar, usa de desculpas para ficar lhe pegando, abraçando... E muitas vezes isso não acontece como carinhos "normais", dá pra sentir às vezes que tem certa maldade... E, nossa, eu já convivi com isso tantas vezes que eu acho isso um porre.
Por que acho isso um porre? Simples... No mínimo de interesse que você desenvolve por eles, eles te dão um chega pra lá bonito. E na maioria das vezes, por mais que você tenha tido "embasamento" (se eu contar algumas coisas que me aconteceram ninguém acredita... Aliás, contei e não acreditaram mesmo, mas enfim...), as pessoas também suas amigas vão dizer que você é quem estava errado, pois você foi quem deu em cima dele sabendo que ele era hétero. Sempre o maior erro é nosso porque, aparentemente, para um hétero é impossível ele se ligar demais em um garoto gay. Será mesmo?
Por que escrevo isso? Porque, como eu já disse em poucas linhas anteriores, isso me acontece muito. Sabe Deus porque heterocaras adoram me pegar, abraçar... Talvez eu tenha a fofura de um ursinho de pelúcia ou algo do tipo, quem sabe? Ou meus hormônios talvez despertem esse interesse neles. Será que gays tem hormônios exclusivos que atraem estes caras? Seria um bom objeto de estudo, não?
Se estiver passando por uma situação dessas não fique achando que ele vai mudar e de repente assumir sua sexualidade e ficar com você. Acho que isso está até acima de raro, é algo IMPOSSÍVEL mesmo. Se apaixonar por estes indivíduos, na maioria das vezes, é o maior erro que se pode cometer, e isso eu sei por experiência própria. Todo gay teve sua amizade hétero cheia de homoerotismo, e não sei dizer se alguém tem culpa nisso. Acho que no fundo toda pessoa quer ter sua companhia, e acaba acontecendo de surgir uma grande atração entre pessoas do mesmo sexo. Pena que uma tonelada de tabus e preconceitos caem matando quando isso acontece. Eu sei que isso é uma coisa meio "BL" de se pensar (a atração sexual despertada em um hétero que acaba vindo do nada), mas eu não acho que isso seja impossível de acontecer não, mas isso acaba sendo muito inconsciente talvez. Todo mundo sabe que nosso emotivo é independente do racional, mas é difícil deixarmos o emotivo tomar conta, já que isso é ensinado como se fosse um erro... E com isso só fico pensando em quantas histórias mal resolvidas já deixamos para trás...

Mas enfim, espero que esse tipo de coisa me aconteça menos. Não preciso de mais problema na minha vida. Tá amarrado três vezes!!! XD

MusicMonday: Million Dollar Bill


Essa música da Whitney Houston, que foi composta pela Alicia Keys, é a que mais se encaixa no momento em que estou vivendo. Paz interior, felicidade desenfreada...
Nem preciso falar muito, ouçam a música que ela diz tudo. Canção oferecida àqueles que também encontraram quem lhe faça sentir-se extraordinário.

Whitney Houston - Million Dollar Bill

"Entrei pela porta
Conferi meu casaco
E quem eu estou procurando
Está olhando para mim

Ooh
Eles tocaram nossa música
Nós fomos para a pista
Ele me segurou forte
E dançamos a noite toda

Eu posso ver a maneira que ele está me fazendo sentir
Desse jeito sobre seu amor
Eu tenho procurado por algo assim
Eu estou dizendo ooh oh oh ooh oh oh ooh oh oh ooh

Se ele te faz sentir como uma nota de um milhão de dólares
Diga oh oh oh oh oh
Diga oh oh oh oh oh
Se você vai para esquerda, direita, sobe, desce
Faz você girar e girar
Diga oh oh oh oh oh
Diga ooh baby

Faz muito tempo desde que senti
Que o amor tinha encontrado meu caminho ooh
Eu tenho observado (observado)
Eu tenho procurado (procurado)
Pelo homem para ocupar esse lugar oh ooh oh yeah

Não posso negar o jeito que ele está me fazendo sentir
Desse jeito sobre seu amor
Eu tenho procurado por algo assim
Eu estou dizendo ooh oh oh ooh oh oh ooh oh oh ooh

Se ele te faz sentir como uma nota de um milhão de dólares
Diga oh oh oh oh oh
Diga oh oh oh oh oh
Se você vai para esquerda, direita, sobe, desce
Faz você girar e girar
Diga oh oh oh oh oh
Diga oh oh oh oh oh
Se ele te faz sentir como uma nota de um milhão de dólares
Diga oh oh oh oh oh
Diga oh oh oh oh oh
Se você vai para esquerda, direita, sobe, desce
Faz você girar e girar
Diga oh oh oh oh oh
Diga ooh baby

Se você se sente bem
Se você está se sentindo bem
Ponha sua mão para o alto, diga yeah
Se você se sente bem
Se você está se sentindo bem
É porque o amor está no ar, oh yeah
O amor está no ar

Se ele te faz sentir como uma nota de um milhão de dólares
Diga oh oh oh oh oh
Diga oh oh oh oh oh
Se você vai para esquerda, direita, sobe, desce
Faz você girar e girar
Diga oh oh oh oh oh
Diga oh oh oh oh oh
Se ele te faz sentir como uma nota de um milhão de dólares
Diga oh oh oh oh oh
Diga oh oh oh oh oh
Se você vai para esquerda, direita, sobe, desce
Faz você girar e girar
Diga oh oh oh oh oh
Diga ooh baby

Ooh baby..."

Notícias bara: Diego no Blymecast

Bom, agora é hora de fazer uma propagandazinha... XD


Este que vos fala foi convidado pela Tanko para participar do podcast de seu site, o Blyme. O tema do Blymecast não poderia ser outro senão bara!
Bem, eu não sou um expert em bara, meu conhecimento é de admirador mesmo e espero ter conseguido divulgar mais o gênero que eu tanto gosto... Perdão pelo som ruim, minha conexão é horrível. A culpa foi minha nesse aspecto. Mas eu achei que ficou engraçado, eu morri de rir aqui com o resultado, desde a conversa em si (tinha coisas que eu nem lembrava de termos discutido XD) até a escolha das músicas. Eu devo dizer que me senti meio que invadindo o espaço das meninas, mas elas conseguiram me deixar à vontade. E se elas gostaram acho que os ouvintes vão gostar também, ao menos espero.
Para ouvir é só visitar esta página e seguir as instruções lá. E para aqueles que já ouviram e estão dando uma passadinha por aqui, se tiverem dúvidas sobre onde acharem bara pra ler ou sobre o gênero em geral, deixem aí embaixo que eu respondo. Mas se estiverem com pressa XD, só clicar na aba de notícias bara logo ali em cima da página. Ah comentem o que acharam da gravação também que vou gostar.
Essa foi minha primeira participação em um podcast (embora tenha sido convidado antes pela Valéria pra participar do Shoujocast, mas que a conexão não colaborou) além do meu próprio. Fiquei feliz! Espero receber mais convites... e espero ter conexão melhor para atendê-los, hahahaha!

PS: Acabei de baixar Rules da Miyamoto Kano.  Vou ler e assim darei minha opinião em breve.

Um sonho finalmente vira realidade

Eu lembro da época em que anunciavam que os filmes de O Senhor dos Anéis teria sua primeira edição estendida. Veríamos cenas que esperávamos ver (ao menos os fãs que tinham lido os livros) há tempos... sem falar nos quilos e quilos de extras. Porém a lembrança mais vívida ainda é a da revolta que os fãs tinham ao saber que a Warner sequer cogitava lançá-los por aqui. Algumas pessoas gastaram grande parte de seu rico dinheirinho para adquiri-los por meio de importação (se eu trabalhasse na época eu faria o mesmo) e essas faziam a inveja de nós, meros "mortais" XD, postando a foto de sua coleção nos fóruns tolkenianos da vida... Mas parece que agora chegou a nossa vez.
O Omelete noticiou que a edição estendida de OSdA chegará nas lojas brasileiras em outubro, e me parece que a edição com os três filmes e seus extras (quatro discos cada filme, dando o total de 12 discos no box) sairá igual à americana.
Pra muitos pode parecer desperdício de dinheiro, já que eu tenho os DVDs "standard", mas é coisa de fã mesmo. Eu fiquei doido ao ouvir essa notícia, com certeza era algo que esperava há muito tempo... Não é exagero, mas eu sempre fiquei esperando que a Warner tivesse consciência e botasse esses DVDs no Brasil. Estive sonhando com esse dia, e acredito que ele esteja bem próximo... Tudo só depende de quanto vão cobrar pelo box, hahaha, mas que eu espero ter o meu, eu espero sim.


E engraçado ém que, enquanto escrevo isso, imagino quão feliz está o povo fã de OSdA com quem me relacionei há tempos atrás e que acabei perdendo contato... É, O Senhor dos Anéis marcou mesmo minha vida... =)

A maior (e pior) certeza...

Talvez este seja o post mais pessoal que já fiz...

Como ariano devo dizer que é muito fácil pra mim encucar com algo que em minha opinião não faz sentido. Me irrita quando algo está fora do meu controle (arianos = perfeccionistas, lembram?).
Daí que ultimamente eu estou pensando muito em algo que muitos sequer gostam de lembrar. A morte. A maior certeza de todo ser humano, o maior medo de alguns, a coisa que todo mundo tenta adiar ou controlar, mas não adianta... Inevitavelmente ela vai chegar.
Não sei porque ultimamente eu fiquei tão encucado com isso. Tenho quase certeza que foi por causa da morte da Mocinha, que foi a primeira morte de alguém próximo que eu presenciei... E espero que não venha alguém dizer que "foi só um cachorro", quando é com alguém que a gente ama, bicho ou gente, todo mundo fica sentido. A visão de ter um bichinho que, há dias atrás estava sempre alegre, presente ali, de repente está ali estirado no chão... É traumatizante.
E depois desse episódio eu só fico pensando em como será quando tudo ficar escuro. Quando não puder ouvir mais nada, pensar mais nada. Quase toda noite, antes de dormir, eu fico pensando se amanhã vou acordar. Seria o sono um prelúdio da morte? Mortos sonham? Duvido... Se nem o cérebro funciona mais. Ao pó voltaremos. E eu duvido que nesse pó eu encontre minhas lembranças. Não lembro como cheguei aqui, tampouco saberei como saí. Cruel isso, não? A vida é só um fiozinho de nada, não significa nada, já que se em um segundo estou de pé, no outro só Deus sabe.


Não sei também se minha fé ficou abalada demais. Eu cresci numa casa cristã, e eu creio que Deus existe apesar de tudo... Não acho mesmo que tudo se criou sozinho, mas aí fico imaginando que, se nada se cria sozinho, como é que ele apareceu? Embora eu tenha certeza que algumas coisas na minha vida tenham acontecido por uma graça divina (já me safei de cada uma...) talvez eu esteja um tanto desesperado devido ao choque de realidade que tive. E o pior é que eu sei que não serão os primeiros.
E aí vem a raiva, a total desesperança em tudo. Se nem vou levar nada de bom que criei ou tive nessa vida, pra quê querer mais? Pra quê emprego? Pra quê mais livros? Pra quê mais amigos? Pra quê esperar por alguém que me ame? Pra quê sonhar com coisas que, literalmente, virarão pó? No fim, tudo se resume a isso. E vem o profundo desejo de nunca ter nem ao menos nascido.
No fundo eu ainda espero que tenha um céu. No fundo eu ainda espero conservar as coisas boas comigo, pela eternidade. No fundo eu ainda queria saber se vou "rever" aqueles que um dia "estavam" comigo. No fundo eu ainda acredito que talvez exista um "outro lado", e que ele não seja tão ruim. Mas acho que sou muito humano pra compreender isso, e é aí que o medo e a tristeza me consomem. E sinto como se já estivesse morto.


(...Deus, por favor me faça acreditar novamente).

Notícias bara: novo Mentaiko traduzido

Pois é, eu tinha mais uma notícia de um bara traduzido, mas não deu para eu colocar no post sobre bara de segunda-feira porque eu já estava podre de sono... XD
A mais nova tradução que pintou essa semana foi a do título Abnormal, de autoria do Mentaiko. Acredito que, pelo traço, deve ser um dos primeiros trabalhos dele... mas é só uma impressão minha.
A história é de um tema até corriqueiro, digamos assim, de um yaoi ou bara. Daichi, um estudante, é surprreendido de repente por uma declaração de amor de um colega de classe. A coisa não evoluiu, ao menos à primeira vista, para um namoro, mas Daichi começa a transar com Kyosuke sempre que lhe dá vontade (a velha história de que "um buraco é um buraco", independente do sexo). Com a consequente declaração de uma menina, Daichi se considera a pessoa mais sortuda do mundo, mas o problema é que ele fica hesitante quanto a acabar seus encontros com Kyosuke. Uma história curta e meiga.


Para ler o mangá, visitem: http://www.megaupload.com/?d=DT2ATP7O
Link encontrado no The Bara Forums.

Tente, invente... seja coerente!

Antes de mais nada: este post não é dirigido a ninguém em específico, mas pode ser dirigido a muitos, inclusive eu mesmo. Mas admito que tive inspiração de algumas situações que presenciei...

O ser humano é um poço de contradições ambulante. Todo mundo sabe disso, e eu sei bem disso. Quantos de nós não temos o seu esqueleto no armário, quantos de nós preferem contar mentiras para não se prejudicar?
Normalmente eu não teria nada contra, cada um faz o que quiser. Cada um vê o mundo à sua maneira, e cada um constrói o seu mundo com suas pequenas ilusões. Mas fico decepcionado, e por vezes irritado, quando tentam me enganar também... Quando tentam me empurrar pro mundinho de ilusão que criaram para se sentirem bem.
Eu nem posso falar muito porque eu tenho os meus problemas pra cuidar, e isso nem é um sermão, é um manifesto, uma reclamação de que eu não preciso ficar ouvindo os contos de fada alheios. A falta de noção - alguns é pura cara de pau mesmo - de algumas pessoas às vezes ultrapassa o suportável e eu acabo tendo de engolir sapos. Pior do que tentar me enganar é aguentar quem se engana e que tenta me levar nessa "viagem".
Olha, a coisa parece complicada, mas nem é tanto assim. Seja bom ou ruim, assuma sua posição. Veja se o que você diz tem coerência com o que você quis. E saiba lidar com tal escolha. Não adianta depois ficar arrumando desculpas, eu já cansei delas, cansei de ouvir lamentação de coisas que eram previsíveis. Não enxergou porque não quis.
E das duas uma, ou você continua se fazendo de vítima do destino, ou começa a fazer alguma coisa de fato. E como isso também é uma escolha, a dica é que independente do que faça, assuma os prós e contras. Sem pretensões, sem mimimi.

Janet Jackson - You

"Aqui estou, na sua frente
Dizendo verdades e não suas velhas mentiras
Parece-me que você se importa
E eu sei que seu tempo está acabando
Perceba, você não pode fugir
Estarei aqui o tempo todo
Falando em seu ouvido
Acredite pois você sabe que não pode ganhar

Passou a maior parte da sua vida fingindo não ser
A pessoa que é, mas a pessoa que escolhe ser
Aprendeu a sobreviver no seu mundo fictício
O que eles pensam de você determina seu valor?
Se você se sente especial quando está com eles
Quando está longe você se sente inferior novamnte

É isso aí
Você tem que agir como fala
Você tem que falar como age
Tentando agradar todo mundo
Sacrificando suas necessidades
Se olha no espelho, amigo
E não terá nenhuma mentira
Apontando pra outros novamente
Não pode culpar ninguém além de você

Você tem que agir como fala
Você tem que falar como age
Tentando agradar todo mundo
Sacrificando suas necessidades
Se olha no espelho, amigo
E não terá nenhuma mentira
Apontando pra outros novamente
Não pode culpar ninguém além de você

Tem um sentimento intrínseco
Não, você não pode mudá-lo de imediato
Precisa tentar
E com o tempo ele começa a sumir
Eu estarei aqui quando precisar
Aquele pra quem procurar e chorar
Porque eu sou o "você" que você esqueceu
O único a quem você não consegue mentir

Amargo você será se não mudar sua postura
Quando se odeia, acaba odiando todo mundo
Liberte a criança sagrada na qual se tornou ao crescer
Você não pode fugir para o que você não pode esconder de você
Não pode esconder de você

É isso aí
Você tem que agir como fala
Você tem que falar como age
Tentando agradar todo mundo
Sacrificando suas necessidades
Se olha no espelho, amigo
E não terá nenhuma mentira
Apontando pra outros novamente
Não pode culpar ninguém além de você

Você tem que agir como fala
Você tem que falar como age
Tentando agradar todo mundo
Sacrificando suas necessidades
Se olha no espelho, amigo
E não terá nenhuma mentira
Apontando pra outros novamente
Não pode culpar ninguém além de você"

Notícias bara: o fim do Baralover e novas histórias traduzidas


Finalmente consegui algum tempo para dar novidades sobre bara! *_*
Como falei no último TWISTEDcast (eu acho que falei, hahaha... Não lembro muito bem agora!), eu não tenho tido muito tempo para atualizar o blog, e parece que minha inspiração se aquietou um pouco, mas enfim, vamos às novidades que para alguns nem são tão novas assim... XD

Primeiro uma péssima notícia... O site Baralover foi deletado.
Eu indagava se tinha acontecido algo com o dono ou algo assim, mas parece que ele está bem. O problema é que o site que hospedava o Baralover, 110mb, adotou a política de deletar todos os sites de conteúdo adulto, e junto foi o Baralover.
Espera-se que o site volte em outra hospedagem, mas não tenho notícias de quando. Porém logo assim que aparecer novidade eu posto aqui.
É uma pena mesmo que isso aconteceu. Como todos devem saber, era o meu site favorito, sempre o indicava. E tinha coisas lá que não salvei no meu PC...

Enfim, vamos continuar... As boas notícias!
Finalmente a tradução dos capítulos de The Best Trio, compilação do Jiraiya, está completa. Siiiim, todos os episódios já estão traduzidos pro inglês.
Para ajudar, eis aqui os links para ler as histórias já traduzidas, em seguida os links e uma pequena sinopse das histórias mais recentes:

Capítulo 1 - The Best Trio

Capítulo 2 - Coaching's Tough

Capítulo 3 - The Story of the Fujino Bathhouse on 3rd Street in Kibou City

Capítulo 4 - Mat Room

Capítulo 5 - The Ogre in the Storehouse

Capítulo 6 - The Secret

Capítulo 7 - Sanada Brave Ten: A Night's Sojourn
Essa história é interessante. Aqui Jiraiya quis recontar a lenda dos dez bravos do samurai Sanada Yukimura (leia mais sobre ele neste link) inserindo bara no meio, claro. Aqui vemos o começo da história, com o ninja Sarutobi Sasuke e Miyoshi Sekai procurando aliados para o grupo. E ao passarem uma noite nas montanhas, Miyoshi acaba dando em cima - ou algo do tipo XD - de Sarutobi. História legal, relativamente curta. Quero ver a continuação!


http://www.mediafire.com/file/5qw4viabsjufbcd/The_Best_Trio_v01c07[Jiraiya].zip

Capítulo 8 - In The Hole
Dois mineiros, chefe e empregado, acabam presos quando a mina onde trabalham desaba. E ali Daisuke acaba confessando seus sentimentos para com o chefe.


http://www.mediafire.com/file/02cd2cycnl15906/The_Best_Trio_v01c08%5BJiraiya%5D.zip

Capítulo 9 - The Best Trio vs The Secret
O último capítulo do tankobon foi uma surpresa, e das boas. Aqui um integrante do trio de amantes da primeira história (e que dá nome ao tankobon) foi abusado pelo casal de estupradores do capítulo 6 (a história The Secret). Os três então decidem ir atrás deles para se vingar...
E o crossover não para aí. No final da história eles ainda passam num local também mostrado em uma história da compilação, mas não falarei onde para não estragar a surpresa. XD Sem dúvida, para fechar com chave de ouro.


http://www.mediafire.com/?4ce3ibxe7buz5rx

Todos os links foram tirados do The Bara Forums.

Também saiu uma tradução de uma história do Mentaiko, mas falarei deste em outro post porque já estou morrendo de sono. XD Aproveitem os contos postados hoje aqui.

Minha noite no "O Chefão"

Nessa sexta-feira, dia 3, eu consegui ter uma noite fora que eu desejava há tempos.
O Chefão é um bar e restaurante que fica no Centro da cidade. Fica até bem escondidinho, se formos prestar atenção (eu já tinha passado pela rua várias vezes e nunca notei o lugar) com uma decoração e cardápio inspirados nos filmes O Poderoso Chefão.
Como o mais novo assalariado do pedaço (ao menos por ora) eu decidi me esbaldar e passar uma noite diferente com uma boa companhia.
Escolhi a sexta-feira porque esse é o dia onde tocam jazz lá. Uma pena que não consegui ficar na área onde a banda toca, seria mais legal. Mas isso não estragou a noite. Mas vamos às minhas conclusões de minha noite divosa...

Pontos positivos
  • A massa de lá é ótima. Nunca havia provado massa com molho ao sugo, é bom demais sentir aquele azedinho natural do tomate. Pra quem não sabe, eu amo comer tomate.
  • Os pastéis são bons, embora eu seja mais fã do de frango com catupiry. As batatas fritas são divinas!
  • O preço de alguns pratos é bem salgado, mas até que compensa. A massa e a Sofia Coppola que provei valeram os 15 reais com certeza.
  • Decoração interessantíssima.
  • Música de ótima qualidade.

Pontos negativos
  • Primeiro: eu não me dou bem mesmo com bebida. Provei uma Saqueríssima (saquê + kiwi) e já estava sentindo sono. Com meio copo!!!
  • A área aberta precisa ser mais ventilada. Urgente! Imagina ficar num local pequeno, cheio de gente, num calor como o de Manaus. Suei pra c... caramba!
  • A área aberta também é escura demais. Para um casal, o local é maravilhoso (muitos cantinhos escuros para amassos, ui! XD), mas para enxergar o menu é um horror. Levem um celular com lanterninha. XD
  • A área aberta, onde é melhor para curtir a banda, é justamente a área de fumantes. ARGH!!! >.<
O saquê que nem aproveitei... A cereja no entanto estava bem gostosa. XD

Alguém enxerga o que está nesse menu?

Eu e a Sofia Coppola que eu tracei na frente de todo mundo... XD *hétero feelings*

Um close na gostosa!... *_*

Enfim, se algum visitante do blog que vive fora planeja visitar Manaus, recomendo que passe pelo O Chefão. Só tente reservar antes porque o lugar vive lotado. É bem disputado!
Definitivamente esse é o tipo de "balada" que eu mais curto... Me senti em casa ali. Agora é só guardar mais graninha pra ir de novo algum dia, hahaha!

Agradecimentos a Deza pelas fotos.