English French German Spain Italian Dutch

Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Blog em recesso... Por enquanto!

Oi gente!
Só passando pra avisar que eu vou ficar sem atualizar o blog essa semana. É que ontem começou a melhor semana da faculdade: a semana de provas! Daí já viu...

Umino Iruka

O post que deveria fazer hoje seria um perfil de um ator, mas como pra fazê-lo é necessário um bom tempo fuçando a net pesquisando, eu não tenho tempo.
Talvez escreva coisas breves, mas isso seria bem difícil... E pelo mesmo motivo não estou visitando os blogs, desculpem!
O blog entra num mini-hiatus, mas na semana que vem eu volto! ;*

MusicMonday: Good Luck

Essa música sempre me anima. SEMPRE! Basement Jaxx é foda...
E, bem, ela tem uma mensagem que eu gostaria de dizer pra algumas pessoas... Não tirem conclusões precipitadas, provavelmente não é quem pensam, mas se a carapuça servir... Boa sorte!

Basement Jaxx - Good Luck 


 

"Diga-me, diga-me
A vida é um parque de diversões?
Você acha que é o foda, querido
E que alguém sempre olhará por você


Mas acorde, baby
Você está totalmente enganado
Você acabará velho e sozinho
Isso se não levar um tiro na cabeça antes

Boa sorte, boa sorte
Boa sorte em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos, querido
Quando for para a cama dormir

Boa sorte, boa sorte
Boa sorte em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos, querido
Quando for para a cama dormir


Você enganou, enganou
Me enganou profundamente, e agora
Eu espero que você esteja satisfeito
Agora sempre haverá um sarcasmo em seu sorriso

Mas acorde, baby
Você está totalmente enganado
Você acabará velho e sozinho
Isso se não levar um tiro na cabeça antes

Boa sorte, boa sorte
Boa sorte em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos, querido
Quando for para a cama dormir

Boa sorte, boa sorte
Boa sorte em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos, querido
Quando for para a cama dormir

 

E eu estou feliz, tão feliz que deixei você
Chega de chorar, chorar, me deixar deprimido
Você me colocou contra a parede, mas eu superei
Já não dou a mínima


Oh baby, bye bye
Sem mais mentiras

Sem mais mentiras
Sem você não há mais mentiras

Muito boa sorte
Em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos

Quando for para a cama dormir
Muito boa sorte
Em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos

Boa sorte, boa sorte
Boa sorte em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos, querido
Quando for para a cama dormir

Boa sorte, boa sorte
Boa sorte em sua nova cama
Aproveite os seus pesadelos, querido
Quando for para a cama dormir
"


Que espetáculo!

Deem uma olhada nessa apresentação num programa de talentos da Suécia. Não falo mais nada! XD


Meu primeiro selo!

Recebi do blog A Katana de Bambu um selo. Meu primeiro selo de blog, olha que coisa!
Também, chorei horrores pra que alguém me passasse... XD Obrigado pelo selo Mauri! Você fala mal que só da Mariah, mas eu te adoro! XD
Bem, além de postar o selo (quando der eu coloco no perfil do blog) tenho de responder o questionário abaixo:



1. Indicar 3 coisas que me aprisionam, mas que ama:
Internet
Sexo
Homens

2. Indicar 3 coisas ruins que te aprisionam:
Meu temperamento explosivo
Dinheiro (a falta dele especialmente) :P
Faculdade XD

Eu indico o selo para os blogs:

Uma nova série que promete...

FlashForward é a série do momento. Muitas pessoas estão falando na série por causa de sua história, será uma daquelas que prendem os telespectadores diante do grande mistério que ronda a vida dos personagens. Dessa vez, em vez de superpoderes ou uma ilha, a bola da vez é que a população mundial simplesmente perde a consciencia, todo mundo, por dois minutos e dezessete segundos. E durante esse breve "desmaio coletivo" todo mundo tem flashes de situações que ocorrerão no futuro, mais precisamente no dia 29 de abril de 2010. Daí vem o nome da série.
A partir daí os personagens tentarão descobrir se realmente as visões ocorrerão mesmo, e aprenderemos mais sobre o passado de cada um. Pelo tema complicado e absurdamente amarrado, grande elenco, e excelente produção, a série está sendo considerada algo como "o novo Lost". Que responsabilidade, hein?

FlashForward

Mas além da história parecer muito boa, existe outros motivos pra querer ver essa série...

FlashForward
Zachary Knighton...

FlashForward
Joseph Fiennes...

FlashForward
...e John Cho.

Já mostrei motivos bons o suficiente? Hehe... :P
Bem, espero que essa série estreie logo por aqui.

Lily Allen, pirataria e a arte de cuspir no prato que comeu

Eu sinto que meu blog não seja atualizado de imediato quando as notícias saem. Geralmente eu as recebo, elas ressoam pela cabeça algum tempo e depois (às vezes beeeeeeeem depois XD) eu dou minha visão.
Uma coisa que me chamou bastante a atenção nesses dias passados foi o manifesto de Lily Allen contra a pirataria. Uma crítica, digamos assim, muito conveniente, já que está em estudo na Inglaterra uma lei para punir os downloads de músicas e outros conteúdos sem a permissão dos detentores dos direitos autorais.
Pra quem não leu seu post em seu Myspace, eu faço um pequeno resumo: Lily Allen diz que o compartilhamento de músicas é altamente perigoso, fazendo com que novos artistas não consigam conquistar um espaço no mercado, e que isso só não afeta os artistas já estabelecidos, como os integrantes do Radiohead que se mostraram contra tal projeto de lei criminalizando compartilhamento de arquivos. A moça ficou tão engajada que até criou um blog pra defender essa ideia.

Lily Allen
Lilly Allen, a artista que não quer mudar o mundo. Ainda bem!

Já no começo de seu post no Myspace a Lily Allen dá uns belos tiros no próprio pé. Todo mundo sabe que seu sucesso veio com o MySpace, disponibilizando suas músicas pra que todo mundo baixasse e ouvisse. Isso não evitou que ela conquistasse seu espaço e fosse elogiada pela crítica. Já pensou se compartilhar arquivos fosse realmente um crime? Essa mulher nunca teria gravado um disco sequer! E o que dizer sobre a banda Arctic Monkeys que também começou na internet e mesmo com os vários downloads conseguiu ter o seu disco de estréia como um dos mais vendidos daquele ano? Radiohead também vendeu muito bem seu disco lançado primeiramente na net, o In Rainbows. E o CD novo da Mariah Carey vazou anteontem na net, e eu duvido que ele não apareça na lista dos mais vendidos nesse ano, como sempre aconteceu com os discos dela.
Enfim, quando Lily defende que também deveriam ser responsabilizados os artistas que distribuem arquivos online, preciso dizer mais nada. Aliás, há pouco tempo a própria Lily Allen disponibilizava mixtapes feitas por ela mesma utilizando músicas de vários artistas, e duvido muito se ela tenha pago a todos. O pior é que as músicas estavam em seu site oficial, que a EMI clama ser detentora de todo o copyright.
Visto que a ideia enfureceu seus fãs, recebendo inúmeras críticas sobre a visível hipocrisia, o blog teve seu conteúdo apagado, as mixtapes aparentemente sumiram (não consegui acessar) e ela tirou o seu da reta, twittando que agora ela passa a discussão para outros artistas.
Eu particularmente achava a Lily Allen uma artista brilhante, até que essa história ocorreu. Não sei se foi pressão de sua gravadora, EMI,  ou se ela foi picada pelo bichinho do dindin ($$$$$$$$$), ou se usou algum entorpecente, enfim... Uma lástima.

Analisando os compartilhamentos de arquivos
Agora quero pensar um pouco com vocês.
Eu não acho que deveria em si ter uma criminalização das pessoas que disponibilizam arquivos online, e nem sobre quem faz o download. Eu acho que a lei de direitos autorais deveria era ser revisada.
Se a internet é um lugar para troca de informações, acho que proibir pessoas que conseguirem música é que é um crime. Sem a divulgação online eu não iria conhecer artistas do Japão, Coréia, França, Inglaterra e por aí vai... Eu nunca teria arquivos de áudio de artistas que NUNCA chegaram e NUNCA chegariam até aqui, como Leslie Cheung, Anita Mui, Jackie Chan...
E historicamente, as pessoas sempre "violaram" os direitos autorais fazendo coletâneas de suas músicas favoritas em uma fita K7 pra poder ouvir no carro. Com o MP3 isso evoluiu pro CD feito com músicas variadas, depois pro MP3 player. Se antes empretávamos discos pra gravar no K7 uma compilação, hoje fazemos a mesma coisa, só que a mídia agora é o disco rígido. O que há de ruim nisso? São fãs, apreciadores de música! Não estamos ganhando dinheiro ao mostrar a alguém uma música que achamos interessante de ouvir e compartilhar. Dizer que artista agora tá praticamente passando fome ou algo do tipo é a pior das mentiras. Madonna por acaso ganhou mais dinheiro com o Hard Candy ou com a turnê dela? O disco é tão fundamental assim pra sustentabilidade do artista? Desde quando a música passou de ser uma arte pra apenas um negócio?

Walkman
Alguém aí é da época do walkman? Será que gravar num K7 as músicas favoritas também era crime?

Compartilhar arquivos serve sim como divulgação, não há como contestar, muitos artistas se beneficiaram horrores com isso (Lily Allen, helloooow!). Infelizmente a geração mais nova, que já nasceu conectada no mundo da internet, esses sim talvez são os que menos compram CDs por causa dos downloads. Mas eu pelo menos fui criado na época do disco, então tomei gosto de ter aquele objeto, quase uma obra de arte, nas mãos. Ver as letras das músicas, fotos, admirar a capa... Fato é que quem é fã compra o disco sim, mesmo tendo baixando quando vazou pra ouvir quando não aguentava a ansiedade (só pra constar: eu tenho CDs da dupla japa CHEMISTRY baixados, mas estou procurando comprar os álbuns - caríssimos - do Japão). Mas também existem conteúdos que só se consegue baixando. Por exemplo, a edição especial do disco The Emancipation of Mimi da Mariah nunca foi sequer cogitado a ser lançado aqui pela gravadora, muitos então baixaram as músicas extras. Querer que compre a edição importada é coisa pra poucos. Se as gravadoras estão tão interessadas em acabar com os downloads, por que não respeitam os consumidores? Será que as gravadoras trariam os CDs do CHEMISTRY, BoA e KAT-TUN pra cá? Até mesmo CDs de artistas americanos nunca pintam por aqui simplesmente porque algumas gravadoras não veem potencial de venda por eles serem quase desconhecidos. Talvez se o mercado fosse realmente aberto, o download não seria assim tão necessário, não?

Agora o que eu não apoio de maneira nenhuma é quem procura LUCRAR com os downloads de arquivos, gravando num CD e vendendo na rua com uma capinha vagabunda. Esse tipo de negócio é que é a pirataria propriamente dita. Isso sim é a apropriação ilegal de direitos autorais na prática. Isso eu não apoio mesmo, seja pra CDs de áudio, seja pra DVDs de filmes vendidos em plasticozinho vagabundo. Infelizmente isso também é histórico, pois antes eram os K7 que rendiam aos camelôs, tanto que foi isso que eliminou de vez essa mídia.
E nem adianta vir a desculpa de que os vendedores fazem isso por não terem outro modo de obter renda. Para mim, isso não justifica. Para mim, é isso que deixou a situação como está hoje.

DVD pirata
Tem que ser muito burro corajoso pra guardar produtos nessa qualidade em casa.

Eu devo aconselhar, aliás, suplicar que NÃO COMPREM de maneira alguma os produtos pirateados por esse povo porque aí vão estar dando embasamento para as críticas absurdas de gravadoras e artistas caça-níqueis contra o compartilhamento de arquivo na internet. Não tem como comprar o CD? Peça para o amigo baixar pra você ouvir em casa, grave da rádio, ou espere que o CD fique mais barato ao passar do tempo. Para mim é muita burrice comprar um pirata de dez reais quando, se você deixar o tempo passar, original chega a esse preço nas promoções! Felizmente o tempo em que um CD era quase 40 reais já passou, não tem desculpa... Apelar pra produto vagabundo de camelô é o fim!
Esse é o truque se quisermos uma boa convivência com os executivos da indústria musical, os artistas, e nós, os consumidores, apreciadores de música. Se cada um continuar tentando "passar a perna" no outro, todos os lados vão sair perdendo de algum modo. E de um modo bem feio.

Se quiserem continuo a discutir esse assunto em outro post. Ou um podcast. Mas enfim, reflitam nisso por ora!

O Complexo de Betty

Yo soy Betty la fea
Lembro que eu adorava a novela Betty, A Feia. A novela original, que passou na Rede TV!... Eu gostava bastante, e muitas pessoas também. Pessoas que se comoviam de certa forma com a coitada da moça que, bem, era feia... Muito feia. Mas eu pessoalmente achei que o final da novela estragou tudo.
Simples: ela terminou com o Armando, o cretino do seu chefe que a subjugava e a usou por determinado tempo, mas que agora havia mudado e tinha se apaixonado por ela de verdade... depois que ela se tornou bonita!

Eu chamo isso de Complexo de Betty. É aquele personagem que na história é maltratada, pisada e sempre motivo de menosprezo por ser feia, mesmo sendo uma pessoas de bom caráter. E depois que ela milagrosamente torna-se alguém bonito no padrão que o mundo exige... BINGO! Todo mundo começa a amá-la.
Eu odeio as histórias que terminam com um complexo de Betty. Profundamente. Primeiro, o personagem que aparentemente sempre foi do bem, uma pessoa que sempre lutou contra as adversidades que os outros colocavam de repente se torna... a vilã! Ao tornar-se bonita ela aproveita pra pisar em cima de todos que a menosprezaram um dia. Quem diria, beleza põe a mesa e também muda drasticamente o caráter! É claro, não vou dizer que esse negócio de vingança não é divertido de se ver numa ficção, mas acho que o tapa na cara seria ainda mais dolorido sem que ela precisasse passar por tal transformação. Existe algo mais divertido do que ver a cara dos juízes e do público ao ouvirem Susan Boyle cantando?
Sem falar que, transpondo um pouco o ambiente da ficção, tal pessoa agora percebe que seu sucesso está na beleza que lhe faltara, e então torna-se escrava de seus atributos. Não duvido nada que Betty aos 70 anos estaria mais esticada que Madonna pra tentar manter seu querido Armando interessada nela. Onde antes tinha conteúdo, agora tem colágeno pra dar e vender. Na novela não vi nenhum amor de verdade ali do Armando pra ela, foi conveniente demais. Olha que teve uma pessoa na novela que pediu pra ficar com ela, que gostava dela antes dela ser Betty, a reconstruída, mas ela recusou por causa do chefinho Armando... Deus me livre!

cirurgia plásticaNo fim todos temos o complexo de Betty, bem... ao menos todos os desprovidos de beleza. Aquele anseio de ficarmos absurdamente estonteantes só pra pisarmos, cuspirmos e chutarmos aqueles que outrora não havia dado a mínima para nossos sentimentos. É algo humano. Todo mundo quer ser normal, mesmo que o "normal" sejam os artistas comumente photoshopados e modelos de  revistas de moda. Todo mundo é fisgado por esse complexo alguma(s) vez(es) na vida, nem Susan Boyle resistiu (apesar de que ela só está mais arrumada, boniiiiiiiiiita ainda não ficou)... Sair do salão, academia, ou clínica, completamente recauchutado é revigorante... Mesmo sabendo que vai cair tudo depois.
Mas enfim, por outro lado eu vejo histórias de pessoas que fugindo do tal complexo conquistaram respeito sendo elas mesmas. Em vez de usarem seus atributos físicos, tais pessoas dão inveja aos recalcados por causa de seu trabalho, de sua força, de seu carisma, de seu talento...

Danny DeVitoBeth Ditto The Gossip

The IT Crowd

Rowan Atkinson

Betty
Um dia eu espero ler uma história ou ver uma novela/filme/dorama em que a Betty continue feia, a Cristina continue gorda, o Márcio continue careca, a Silvana continue monocelha, O João continue barrigudo... porque no fim a única coisa que elas precisam para ser felizes mesmo é se aceitarem do jeito que são. E os Armandos da nossa vida que se fodam.

Segundo podcast do blog

Acho que viciei mesmo nesse negócio de podcast.
Estou trazendo pra vocês o segundo "podiquéste" do blog. Continuo falando das coisas que batem na minha cabeça. Dessa vez rolou comentários sobre a greve dos correios, DVDs asiáticos e seu pobre conteúdo, mais umas coisinhas sobre os boxes de Jiraiya e Ryukendo.
Tá pobre, mas tá bonitinho. XD Ouçam!


PS: Não sei porque o áudio ficou com certos "errinhos", tipo como se eu estivesse gaguejando, ent-t-t-t-tenderam? XD Deve ter dado problema enquanto eu gravava... Saco!

Adeus, Yoshito Usui!

Acordei ontem com essa notícia. E acho que não preciso me prolongar sobre esse assunto.
Mas pra quem ainda não sabe, o criador de Crayon Shin-chan, Yoshito Usui foi encontrado morto nas imediações do Monte Arafune. Ele havia saído para praticar caminhada na sexta-feira passada, 11 de setembro. Ele caiu de uma altura de provavelmente 120 metros.
Uma pena que isso tenha acontecido. O domingo, ontem, foi meio triste pros fãs do Shin...

Crayon Shin-chan

Perfil da semana: Kam Woo-seong

Sentindo falta de mostrar mais atores coreanos, hoje decidi falar de mais um deles. Mas estou enfrentando o mesmo problema que passei com outros atores coreanos: falta de informação.
Eu cacei, cacei e não achei muita coisa sobre esse brilhante ator, que estrelou o filme de horror R-Point (por aqui saiu com o título Fantasmas da Guerra, eu o tenho e gosto bastante) e o grande sucesso The King And The Clown, que atraiu grande público nos cinemas coreanos, foi sucesso de crítica e, de quebra, é um must-see pro povo yaoi. ;)

Kam Woo-seong

Seu nome é Kam Woo-seong. Não tenho muita info, mas espero que gostem das fotos. Um dia aprendo coreano e consigo decifrar o que escrevem sobre ele no Wikipedia coreano... XD

Nome: Kam Woo-seong (감우성)
Profissão: Ator
Data de nascimento: 1º de outubro de 1970
Local de nascimento: Uijeongbu, Coréia do Sul
Altura: 1m74cm
Signo: Libra

Kam Woo-seong

Kam Woo-seong

Filmografia
  • My Love (2007)
  • Big Bang (2007)
  • The King and the Clown (2005)
  • A Bold Family (2005)
  • The Spider Forest (2004)
  • R-Point (2004)
  • Marriage is a Crazy Thing (2002)

TV
  • Alone in Love (2006)
  • Hyeong Jeong, I Love You (2003)
  • Medical Center (2002)
  • Stars Rise in the Day (2001)
  • Mountain (1997)
  • Season of the Storm (1993)
Kam Woo-seong

Curiosidades
  • É formado em pintura oriental pela Seoul National University.
  • Fã de carteirinha da Celine Dion. Ele foi convidado a apresentar um concerto dela em Seul.

Músicas de Ryukendo

RyukendoPercebi que o Google anda trazendo muita gente pra cá que procura as músicas do tokusatsu Ryukendo... Bem, eu não havia escrito nada sobre a trilha sonora antes então resolvi ajudar quem cai por aqui.
Como eu sou fã de Ryukendo, é claro que peguei para mim as músicas de abertura e encerramento da série. O tema de abertura, ao menos pra mim, já entrou no hall de músicas de tokusatsu lendárias, assim como os temas de Jaspion, Changeman...
Pra quem quiser, eis a lista das músicas tocadas na série:

Aberturas
1º Madan Senki Ryukendo - Hiroshi Kitadani (episódios 1-29)
2º GO! Ryukendo - Kenji Ohtsuki (episódios 30-52)

Encerramentos
1º EVERYBODY GOES - Nanase Aikawa (episódios 1-13)
2º Beautiful - Mariko Shibano (episódios 14-28)
3º Prism of Eyes - MAX (episódios 30-39)
4º Zutto Zutto Zutto - Mariko Shibano (episódios 40-51)

E para baixar, é só visitar esta página. Além das músicas acima, as mais procuradas, é bom dar uma olhadinha nas outras. Ah, procurem se cadastrar primeiro pra poder fazer os downloads. O site é muito bom, by the way. 
Espero que tenha ajudado! ^^v

RIP Patrick Swayze

Patrick Swayze
Patrick Wayne Swayze
18/08/1952 - 14/09/2009

Quem viveu os anos 80 acho que foi quem mais sentiu essa perda.
E me perdoem os fãs de Ghost e Dirty Dancing, mas esse é o meu filme favorito com ele, hehe:



Descanse em paz.

Black Music: Maxwell

Bem, decidi escrever também sobre músicos da black music que eu acho maravilhosos e que gostaria que conhecessem, visto que nem todos fazem sucesso no mainstream. Sim pessoas, existe algo além de Rihanna e Flo Rida.
Neste post conto um pouco de Maxwell, um artista que ajudou a fomentar o neo soul, e que eu gosto muito, claro!

Breve histórico
Maxwell
Maxwell nasceu em New York dia 23 de maio de 1973. Descendente de porto-riquenhos e negros, Maxwell perdeu seu pai num acidente de avião quando tinha apenas três anos, e tal acontecimento fez com que ele fosse muito ligado à religião, e por isso começou a cantar em sua igreja.
Aos dezessete anos ele decidiu levar a música à sério, performando em clubes de New York e compondo canções. Depois de construir um nome, ele conseguiu contrato com uma gravadora em 1994, onde ele pôde trabalhar na construção de seu primeiro disco, Maxwell's Urban Hang Suite.
O álbum tinha um som inspirado na cena musical dos anos 60 e 70, e esse clima "retrô" foi o que fez a Columbia, sua gravadora, segurar o lançamento do álbum, pois os executivos achavam que o disco não tinha potencial para vender. Depois de dois anos, em 1996 o álbum foi finalmente lançado. Inicialmente o álbum não chamou tanta atenção, até que o segundo single, "Ascension (Don't Ever Wonder)", foi lançado. A música virou um hit e as pessoas puderam perceber a obra-prima que era o álbum.

Maxwell's Urban Hang Suite: o disco perfeito

Maxwell's Urban Hang Suite

Muitos críticos não hesitam em dizer que o álbum de estreia de Maxwell é uma obra-prima. E realmente, é um álbum que vale a pena ouvir, muito gostoso.
Maxwell's Urban Hang Suite é um álbum conceitual que fala de um romance, começando pelo primeiro encontro até o pedido de casamento.
Fugindo da música negra que estava em destaque na época, o som resgata e moderniza a música negra de décadas passadas. Junto com outros artistas, como D'Angelo, Lauryn Hill e Erykah Badu, Maxwell é considerado um dos criadores do estilo neo soul, e responsável por colocá-lo no mainstream. E além do som, o disco difere de lançamentos ordinários da cena musical seja pelo conteúdo lírico (religiosidade, casamento, monogamia e um profundo respeito pela figura feminina), seja pela arte gráfica (Maxwell se recusou a utilizar sua imagem como capa do disco, colocando uma que se adequasse ao tema abordado no álbum e deixando sua imagem para a contracapa). Tal coragem de "nadar contra a corrente" foi apreciada por críticos e apreciadores de música. O resultado? Platina dupla, e respeito quase que incontestável.

Maxwell

Maxwell é daqueles artistas que sempre agradam e que poucos críticos desprezam, pois - felizmente - a qualidade de seu trabalho é evidente. Seu trabalho é comparado com de artistas consagrados da black music, como Al Green, Stevie Wonder, Curtis Mayfield e Marvin Gaye. Ele também é visto como influência direta ou indireta para alguns artistas, como o japonês Ken Hirai. E, obviamente, ele é visto como sex symbol, com uma grande fanbase feminina. O estilo sexy das músicas e sua voz suave colaboram para que esse status se mantenha.
Mesmo após anos de reclusão seu mais novo projeto, BLACKsummers'night, estreou em primeiro lugar na lista dos discos mais vendidos da Billboard, seu segundo álbum a alcançar tal feito. E este álbum é um primeiro de uma trilogia que será lançada nos anos que virão.
Querem conhecê-lo melhor? Então, além do clipe linkado acima (só clicar no nome da música que vocês veem o clipe), sugiro que ouçam esta canção abaixo, que é minha favorita, que muito raramente toca na MTV: "Sumthin' Sumthin'". Ritmo dançante, super gostoso (pra quem aprecia boa música). .. E nem preciso falar mais nada. Ouçam e se apaixonem.

Site oficial: http://www.musze.com
Twitter oficial: http://twitter.com/_Maxwell_

Maxwell Embrya

Discografia
  • Maxwell's Urban Hang Suite (1996)
  • MTV Unplugged (1997)
  • Embrya (1998)
  • Now (2001)
  • BLACKsummers'night (2009)

Fonte: Wikipedia

Diego com um Podcast? Oh noooooo...

Oi gente. Passando rapidinho antes de escrever de verdade. *procurando ideias*
Imitando descaradamente a Valéria do blog Shoujo Café, decidi fazer um podcast. Na verdade, sempre quis publicar minhas opiniões em forma de áudio, e eu finalmente tirei um tempo pra descobrir como um podcast funciona.
Então, este primeiro é um teste. Veremos se fico entusiasmado pra continuar gravando áudios, até porque eu odeio minha voz. XD Pra mim, meu talento está na escrita, não na oratória.
Ouçam e comentem se quiserem. Inté!


MusicMonday: Life Goes On

Engraçado... Essa música para mim era como qualquer outra música do CHEMISTRY (dupla musical japonesa, um dia falo melhor sobre ela aqui): legal, divertida...
Mas depois que eu assisti Antique Bakery, eu não consigo ouvi-la sem associar ao anime, ou até mesmo ao mangá e filme coreano. Acho isso muito intrigante. Ao ouvi-la, essas imagens sempre passam pela minha cabeça e acho muito divertido ficar viajando, sonhando acordado... Sim, uma obra que entrou na minha lista de vícios, coisa para poucas obras sortudas! XD

Antique Bakery

Enfim, além de ser divertida, a música postada aqui também para aliviar minha ansiedade pelos mangás que encomendei (cheguem em casa por favor!!!). E a letra também é muito boa. Mas peço perdão se tiver algo errado, eu a traduzi de uma tradução em inglês da letra. É essa situação que joga na minha cara que preciso aprender nihongo... XD Aspirante a jornalista que quer falar de cultura japonesa sem saber o idioma é fogo. Mas enfim, curtam a música de hoje do blog...

CHEMISTRY - Life Goes On ~side K~


"Eu me pergunto se seria uma fraqueza
Te deixar saber quando estou me sentindo triste
Estaria correto revelar quando eu estou sofrendo?

Eu só tenho que acreditar
Mesmo que não tenha mais pra onde ir
Enquanto a escuridão toma conta
Eu não vou hesitar em continuar
Porque você está comigo agora

As lágrimas que derramei vão virar cristais brilhantes
Eu vou te segurar gentilmente
Vou ficar com você
Vou ficar com você
Você me ensinou a ser honesto comigo mesmo
Então eu vou sempre acreditar
Enquanto eu continuar em frente
A vida continua
 
Estou tentando descobrir
O que realmente posso fazer por você
Parece que tem muitas coisas que não consigo fazer
 
Eu vou ficar com você
Eu lembro suas palavras e concordo balançando a cabeça
Numa noite em que as estrelas estão tão próximas que podemos agrarrá-las
Vamos fazer um voto de amor eterno

As lágrimas que derramei vão virar cristais brilhantes
Com um coração trêmulo
Você está do meu lado
Você está do meu lado
Mesmo que minha voz não lhe alcance
E eu pense em desistir
Eu nunca soltarei sua mão enquanto sigo em frente
A vida continua

O vento não para e nos empurra para frente
Mesmo que o tempo passe
Você é meu amor
Você é meu amor
Vamos fazer o futuro que sonhamos
Se tornar realidade além das estrelas cintilantes
Por isso devemos continuar juntos quando isso acontecer
A vida continua"

Jovem garota, grandes palavras

Esse vídeo foi recomendado no Twitter do Guilherme Briggs, dublador, e eu igualmente o faço. Como ele mesmo disse em seu Twitter, é de fazer chorar a coragem e inteligência desta garota.
Agora queria saber quando que as pessoas... aquelas pessoas ali, no poder, vão tomar consciência disso...


E ao mostrar esse vídeo não posso deixar de destacar o detalhe que ela é uma jovem, mas tem firmeza em suas palavras, e é claro, demonstra muita sabedoria. Poucas pessoas dessa idade são assim.
Existem muitas por aí, vide o Twitter como prova, que posam de pessoas conscientes, mas que ainda são influenciadas por negatividade, mau-caratismo, preconceito e, claro, ignorância. Daí quando decidem falar, só enunciam sábias e profundas merdas.
Meu professor de prática da comunicação disse que devemos (os jornalistas) ser humildes o suficiente para reconhecer que não somos sábios em tudo, temos sempre algum assunto no qual somos ignorantes, e não adianta abrir a boca fingindo saber o que não sabe, no mínimo estaremos admitindo de forma vergonhosa nossa falha, e estaremos repassando falsidades e ainda mais ignorância. E eu concordo. Alguns defendem o pressuposto de poder falar o que quiser pela liberdade de expressão, mas isso não é liberdade de expressão. Opinião válida é opinião formada, analisada, estudada. Não é "achismo". Não adianta nada tentar abrir outras mentes com a sua mente fechada.
Tomem como exemplo a menina deste vídeo e tentem fazer um diferencial de verdade. E muitas vezes, acreditem, as pessoas fazem um grande favor ficando no seu canto. Caladas.

Coincidências entre nós, amantes de animais

Nos últimos dias eu comecei a pensar no quanto eu sou parecido com a Mariah no sentido de amar um bichinho por perto. E fazendo um paralelo entre nossas vidas, percebi uma coisa em comum...
Tendo essa coisa em comum, passei a ver outras pessoas que gostam de animais e percebi que, não digo que seja regra, mas realmente é algo bem comum. As pessoas solitárias amam passar seu tempo com bichos. Aprendem a amá-los e os consideram seus companheiros por toda a vida.

O dono do blog e um de seus bichinhos. Tenho onze cachorros fofos aqui em casa. Eu e minha mãe cuidamos deles, e devo dizer que só nós dois gostamos de bichinhos aqui em casa... =/

Como maior exemplo tenho minha mãe. Quando pequena ela nunca teve muitas amizades, passou por tantos momentos difíceis quanto eu (mais, na verdade, pois na época o preconceito era ainda mais forte), e ela tinha os bichos como amizades. Desde que se conhece, sempre cuidou de cachorros.
E o mais engraçado é que todo bicho gosta dela. Sério. Ela brincava com libélulas, ela as segurava, e até hoje se encanta com esses bichos. Por causa disso penso em tatuar uma libélula, para lembrar de minha mãe sempre... Além disso, todo cão abandonado é fã dela, vocês precisam ver. Tem os mais bravos que ela tem medo e foge XD, mas tem uns que chegam gentis e ela dá comida, faz carinho... E vocês precisam ver o que acontece quando chutam um cachorro na frente dela (na nossa, na verdade XD).
Xuxa é uma notória amante de animais também. Quem nunca ouviu sobre o Xuxo ou o Pimpo? O nome das Paquitas, as ajudantes, vieram de seu papagaio Paquito. Pouca gente entendeu (e fez piada) sobre a Xuxa twittar que sua filha estava filmando com uma cobra e uma cabra, mas a Xuxa se empolga mesmo com bicho, qualquer bicho... Quem ama animais fica encantado com qualquer bichinho mesmo. Eu não achei esses comentários estranhos.

Xuxa e seus animais
Pra quem não sabe, teve uma época que Xuxa chegou a ter quarenta e cinco cachorros em casa!

Mariah Carey também sempre teve bichinhos. Segundo ela, sua mãe adorava bichos, e eles sempre tinham um em casa. Ela já teve cachorros, gatos e pássaros. Seu cachorro Jack (ou Jackson P. Mutley) é praticamente uma celebridade. Apareceu em dezenas de clipes dela e tem - pasmem - três websites dedicados só a ele. XD
Mariah também fala que gosta de borboletas porque elas sempre a acompanhavam, a seguiam. De fato, na entrevista que ela deu pra Xuxa teve uma borboleta que entrou e pousou nela. Incrível. Isso só lembra a história da minha mãe com libélulas.

Mariah e Jack
O Jack, cão da Mariah, é uma comédia. Os dois juntos então, é de morrer de rir.

Fico sempre pensando no que temos em comum. Mariah e Xuxa são arianas, assim como eu, então parecemos em muitas coisas. Mas além disso, todos tivemos, incluindo minha mãe, uma infância nada agradável, mas tivemos sorte por estar rodeados de bichos. Agradeço a minha mãe por sempre ter me mostrado o quanto essas criaturinhas fazem diferença na nossa vida.

gatos amigos
Gatinhos laranja só me lembram o Kyo de Fruits Basket. ^_^ *comentário otaku*

Outra coisa em comum é que pensamos que o amor dos animais conosco é um amor absolutamente verdadeiro. Podem falar que não é bem amor, é domesticação, ou que os bichos só estão por perto pra comer... Mas quem convive diariamente com esses seres sabe que não é bem assim. Só conhece amor de bicho quem convive com bicho. E eu vejo isso comprovado entre algumas pessoas que conheço que também amam demais seus animais. 
O que mais me entristece, além de filhos da puta safados que maltratam animais, é que as pessoas estão cada vez mais distantes entre si, e algumas só encontram conforto com um bichinho. Não é ruim, claro... Mas e o amor humano, pra onde foi? Eu realmente gostaria de saber...

Perfil da semana: Ekin Cheng

A primeira vez que vi Ekin Cheng foi no filme mediano A Liga Contra O Mal. Na verdade eu esperava que quem estrelasse o filme fosse Jackie Chan, mas ele fez apenas uma participação. A imagem do Jackie na capa do DVD foi só pra enganar (muitas distribuidoras fazem isso... ¬¬), mas não fiquei chateado por ver Ekin Cheng no lugar de destaque. Porém só com o filme Os Cavaleiros da Tempestade é que eu me tornei fã. Sem mais delongas, conheçam mais sobre este ator.

Ekin Cheng
Ekin Cheng Yee-Kin (鄭伊健) é um ator e cantor honconguês. Seus primeiros trabalhos foram em comerciais. Quando terminou o ensino médio, ele entrou para a escola de artes marciais do canal TVB, o mesmo canal de Hong Kong onde Aaron Kwok estudou dança. Porém Ekin Cheng não gostou muito, decidiu então mudar para a escola de artes cênicas do canal, onde ele pôde interpretar em séries de TV. Durante a época, ele usava o nome Dior Cheng, pois Dior era como saia a pronúncia de sua irmã mais nova ao tentar falar seu nome.
Seu primeiro filme foi Girls Without Tomorrow 1992 quando ele ainda usava o nome Dior Cheng. Mudou seu nome para Ekin Cheng antes do filme que renderia glória. O filme Young and Dangerous mostrava a vida de homens que participavam de uma Tríade (grupos que podem ser comparados à máfia ou Yakuza) e Ekin Cheng interpretava o personagem principal Chan Ho Nam. O filme foi um sucesso, alçando a todos que participaram ao status de estrelas. O filme deu origem a seis sequências, todas estrelando Ekin Cheng, e fazendo com que ele e o diretor do filme, Andrew Lau, criassem uma parceria artística (e lucrativa). Juntos, eles fizeram vários filmes, dentre os quais: Desafio No Asfalto, Um Homem Chamado Herói e Os Cavaleiros da Tempestade, que na sua época foi o filme honconguês de maior arrecadação e o primeiro filme do gênero wuxia (filmes de artes marciais passados na China antiga) a usar efeitos especiais de ponta.
Ekin ChengInfelizmente nem tudo é maravilha na vida de Ekin Cheng. Seu trabalho como ator é sempre criticado por muitos acharem que ele não varia muito as expressões (eu acho que nisso o Jet Li é imbatível, Ekin Cheng ainda mostra alguma variabilidade), seu trabalho como cantor também é criticado por ele não ter um grande alcance vocal e não atingir notas altas. Outra coisa que chama a atenção são as picuinhas entre ele e os paparazzi. Por várias vezes a imprensa, com destaque aos tablóides, claro, deu mais destaque a acontecimentos em sua vida amorosa do que seu trabalho, o que lhe fez mostrar-se um tanto ressentido pela imprensa de Hong Kong.
Mesmo com alguns momentos conturbados em sua carreira, coisa que acontece com qualquer artista, Ekin Cheng mantém sua popularidade alternando entre papéis românticos em comédias e filmes carregados de drama ou ação. Já participou de dramas de rádio e até apresentou um programa infantil às tardes. Isso sem falar na sua bem sucedida carreira fonográfica... Ah, e eu já contei que no final desse ano estreará a aguardadíssima sequência de Os Cavaleiros da Tempestade? Sem dúvidas Ekin Cheng já tem seu lugar no mercado artístico de Hong Kong...

Ekin ChengEkin Cheng

Nome: Cheng Yee-Kin (鄭伊健)
Outros nomes: Ekin Cheng Yee-Kin, Dior Cheng, Noodle Cheng, Ekin Zheng Yi Jian (mandarim)
Profissão: Ator, cantor
Data de nascimento: 4 de outubro de 1967
Altura: 1m77cm
Parentes: Irmão mais velho e irmã mais nova.
Hobbies: Ler, video games, mergulho, nadar, escalar e badminton.
Site oficial/blog de Ekin Cheng

Filmografia selecionada
Os filmes lançados no Brasil (ao meu conhecimento) estão em negrito.
  • Girls Without Tomorrow (1992)
  • Boys are Easy (1993)
  • Future Cops (1993)
  • Always Be the Winners (1994)
  • Let's Go Slam Dunk! (1994)
  • Mermaid Got Married (1994)
  • Return to a Better Tomorrow (1994)
  • Why Wild Girls (1994)
  • The Mean Street Story (1995)
  • I’m Your Birthday Cake (1995)
  • Young and Dangerous (1996)
  • Young and Dangerous 2 (1996)
  • Young and Dangerous 3 (1996)
  • Feel 100% (1996)
  • Feel 100%...Once More (1996)
  • Young and Dangerous 4 (1997)
  • We’re No Bad Guys (1997)
  • Young and Dangerous 5 (1998)
  • Portland Street Blues (1998) - participação
  • Os Cavaleiros da Tempestade (The Storm Riders - 1998)
  • Hot War (1998)
  • Um Homem Chamado Herói (A Man Called Hero - 1999)
  • Desafio no Asfalto (The Legend of Speed - 1999)
  • Tokyo Raiders (2000)
  • The Duel (2000)
  • Those Were the Days (2000) - participação
  • Born to be King (2000)
  • Help!!! (2000)
  • For Bad Boys Only (2000)
  • Goodbye Mr. Cool (2001)
  • Protetores do Universo (The Legend of Zu/ Zu Warriors - 2001)
  • The Avenging Fist (2001) - participação
  • Running Out of Time 2 (2001)
  • Second Time Around (2002)
  • Women From Mars (2002)
  • My Wife is 18 (2002)
  • A Liga Contra O Mal (The Twins Effect - 2003)
  • My Dream Girl (2003)
  • Heroic Duo (2003)
  • The Floating Landscape (2003)
  • Anna in Kungfu-Land (2003)
  • Protégé de la Rose Noire (2004)
  • Six Strong Guys (2004)
  • Ab-normal Beauty (2004)
  • Leave Me Alone (2004)
  • It Had To Be You (2005)
  • O Justiceiro (Divergence - 2005)
  • My Name is Fame (2006)
  • Heavenly Mission (2006)
  • Forest of Death (2007)
  • Rule No. 1 (2008)
  • Claustrophobia (2008)
  • Storm Warriors (2009)
Ekin ChengEkin Cheng

Curiosidades
  • O nome "Kin" em chinês significa "saúde". Seus pais deram esse nome a ele para que fosse uma pessoa sempre saudável. Mas ele usa lentes de contato.
  • Suas cores favoritas são azul, preto e branco.
  • Também era conhecido como Noodle Cheng, pois havia um produto de macarrão muito popular com um nome parecido com o dele.
  • Não gosta de cortar o cabelo pois acha que isso dá má sorte. Por isso ele é conhecido por sempre usar o cabelo comprido.

Ekin Cheng

Feliz dia do sexo! (18+)

Tudo começou no ano passado com a marca de preservativos Olla decidindo iniciar uma campanha para que o dia seis de setembro fosse o dia do sexo. Por que dia seis de setembro? Vejam bem: seis (6) de setembro (9), 6/9, 69... Compreenderam?
Mas o que começou como uma campanha publicitária agora chegou em outro patamar: existe uma reivindicação com 100 mil assinaturas pedindo ao Ministro da Saúde para oficializar a data! Não é bom? É ótimo! Eu pelo menos acho digno celebrar a sexualidade, e não tratá-la como um bicho de sete cabeças. O dia não serviria, ao menos ao meu ver, só para fazer sexo, mas também discutí-lo, por que não?
Eu não sei como essa história vai terminar, mas pra mim esse já é o dia do sexo de qualquer modo e eu quero comemorar! Nem que eu fique na mão...! XD Zoeira...

Street Fighter Yaoi Ken Ryu

Ken e Ryu... Hoje eu precisava ver um yaoi de game bem descarado no blog.  Yeah!
Cortesia do y!Gallery de Ryld (thanks!). Por favor visitem a imagem na página original também (lá tem uma versão BEM maior)!

E feliz dia do sexo a todos!!! ;D

Mangá de veado???

Sabe uma coisa que é frustrante pra mim é quando categorizam, isolam, estereotipam, rotulam uma coisa de modo que aquilo passa a ser praticamente endemonizado. Nem sei se existe essa palavra XD mas enfim, é assim que é...

GravitationCerto evento de anime (argh) por aí, estava eu dando uma olhada no que tinha de mangá. Sabe lá se eu fecho uma coleção, pechincho... E observo dois garotos conversando:

Garoto 1: - Olha! Naruto!
Garoto 2: - Olha! Bleach!
Garoto 1: - Olha... *pega uma edição de Gravitation* Ah, esse é aquele mangá de veado.
Garoto 2: - *cara de nojo* Ah é, né?
Garoto 1: - É, é pra veado ler. Você vai gostar.
Garoto 2: - Vá se foder.

Antes que perguntem, não eu não bati nos garotos... XD Houve um tempo em que eu era mais "sensível" quando falavam merda coisas desrespeitosas de mangás e animes yaoi, mas ultimamente vi que cada um tem sua opinião, e é assim mesmo que a coisa rola. Uns sabem se expressar, outros não. É a falta de educação vida!
Mas fico pensando é que muita gente já põe maledicências sendo que NUNCA LEU o tal mangá. Nunca abriu uma página, mal viu imagens na internet, mas sabe que é ruim porque "veado lê". Bem, este "veado" que vos escreve lê Naruto, vê Bleach (perdi a primeira edição do mangá infelizmente), gostou muito de Yu Yu Hakusho, Samurai X, Fullmetal Alchemist, Cavaleiros do Zodíaco, entre outros animes e mangá "de macho"... Agora se eu leio um mangá de Bleach, isso faz com que Bleach seja mangá de veado? Qual é o padrão de um "mangá de veado"?

Blade of the Immortal anime
Pra quem não sabe, Blade of The Immortal é o meu mangá favorito. Mais que qualquer mangá yaoi. E esse mangá é SUPER de veado... Pffff! ¬¬

Nem preciso contar de novo aquela historinha: o povo consumista de yaoi são na sua maioria mulheres. Homossexuais também gostam, óbvio, mas isso não os caracteriza como público alvo. Já mangá bara sim, esse É pra veado. Feito de veado pra veado. Não tem esse negócio de seme e uke, nem homem depiladinho e anoréxico. Talvez em países fora do japão, incluindo o Brasil, os gays vêem os yaoi como "seu mangá" porque, bem, trata de um assunto comum a eles, claro. Mas isso porque bara é pouquíssimo difundido fora do Japão.
Takeshi MatsuO problema mesmo é que as pessoas tendem a ficar rotulando mesmo. Quantos aqui já não tiveram que aturar aquele otaku de cérebro diminuto que estufa o peito ao falar que não gosta de shoujo porque "é mangá de mulherzinha"? Ou então fala que shoujo também é mangá de veado. Fico sem entender que parâmetro ele usou.
Talvez se as pessoas fossem um pouco mais abertas elas ao menos, sei lá, experimentariam LER uma obra antes de julgá-la. É assim que formamos uma opinião. Nada sai do vazio, do achismo. Como você vai falar de algo, dar opinião de uma coisa sem ter tido contato com ela? E isso acontece com qualquer mídia, qualquer obra. O Segredo de Brokeback Mountain muita gente nem cogita a ver com medo de ficar "mais gay". É mole?
Mas enfim, é impossível agradar a todos, sempre vai ter gente falando mais do que devia, e sempre vai ter gente ignorante na face da Terra. Então... *dá de ombros*

50 perguntas para abrir sua mente

Achei esse questionário no blog da Cinthya Rachel e resolvi respondê-lo. Achei-o muito interessante.

E quem me conhece e já visitou meu fotolog sabe que eu adoro responder esses questionários, hahaha...

Leiam e conheçam mais sobre mim! :)

1. Qual seria a sua idade se você não soubesse quantos anos você tem?
12 anos, talvez.

2. O que é pior errar ou nunca tentar?
Nunca tentar.

3. Se a vida é curta, porque fazemos muitas coisas que não gostamos e gostamos de muitas coisas que não fazemos?
Porque a vida é bem sacaninha às vezes. XD Ela nos obriga a fazer coisas que não queremos, mas são coisas que precisamos fazer.

4. Quando tudo foi dito e feito, você disse mais do que fez?
Com certeza, falo demais. XD

5. Qual é a coisa que você mais gostaria de mudar no mundo?
Uma coisa só? Putz... Mudaria a falta de consciência, de respeito, de cultura...

6. Se felicidade fosse a moeda nacional, que tipo de trabalho o tornaria rico?
Arte. Cinema, música, literatura. Seria um Bill Gates de felicidade.

7. Você está fazendo o que você acredita ou você está regularizando o que você está fazendo?
Estou regularizando, acho. Mas tudo o que eu faço não faço por fazer.

8. Se a média de vida humana fosse de 40 anos, como você viveria sua vida?
Provavelmente morreria aos 10 por estresse e ansiedade. XD

9. Até que nível você acredita que controlou o curso que sua vida tomou?
Até certo ponto. O resto é coisa de Deus mesmo.

10. Você está preocupado em fazer as coisas corretamente ou fazer as coisas certas?
Fazer as coisas certas.

11. Você está almoçando com três pessoas que respeita e admira. Eles começam a criticar um amigo próximo, sem saber que você é amigo dele. O criticismo é estranho e injustificável.
O que você faz?
Retrucava legal. Detesto esse tipo de coisa. Falava que conhecia a pessoa e que não gostei nada.

12. Se você pudesse dar um conselho para uma criança que acabou de nascer, qual seria?
Tenha paciência e sempre acredite em si mesmo.

13. Você quebraria uma lei para salvar uma pessoa que ama?
Com certeza.

14. Você já viu insanidade onde depois você viu criatividade?
Björk que o diga. XD

15. O que é aquela coisa que você sabe que faz diferente da maioria das pessoas?
Eu tenho o meu próprio mundo. Ponto final.

16. Quais são as coisas que te fazem feliz, mas não fazem todo mundo feliz?
Não se preocupar com prazos. XD

17. Qual é a coisa que você ainda não fez e que gostaria de fazer? O que te impede?
Viajar o mundo todo (ao menos lugares que me interesso). O que me impede? Dinheiro! Duh!... E uma boa companhia pra se compartilhar as descobertas também... Lembrei de "Runaway" da Janet Jackson agora! XD

18. Você está se segurando em alguma coisa que você precisa se desfazer?
Sim. Muitas.

19. Se você tivesse que se mudar para um estado ou país além daquele que você mora, para onde você iria e por quê?
Escócia. Preciso ficar num lugar bucólico, simples, perto de água... Um lugar tranquilo.

20. Você aperta o botão do elevador mais de uma vez? Você realmente acredita que ele fica mais rápido?
Sim. XD Mas faço isso como se fosse pra ter certeza que ele vai parar no eu andar, não pra chegar mais rápido.

21. Você prefere ser um gênio preocupado ou um simples pateta?
Gênio preocupado.

22. Porque você, é você?
Porque outra pessoa já teria desistido.

23. Você é o tipo de amigo que você quer como amigo?
Eu sou meu melhor amigo.

24. O que é pior, quando um grande amigo se muda, ou perde contato com um grande amigo que mora bem perto de você?
Quando um grande amigo se muda. COM CERTEZA!

25. Pelo que você é mais grato?
Por tudo que aconteceu e que talvez aconteça, as pessoas que amo... Por estar vivo!

26. Você prefere perder todas suas velhas memórias ou nunca ser capaz de ter novas?
Nossa... Acho que nenhum, mas... Tenho memórias tão boas que não gostaria de perdê-las, então prefiro não ter mais novas.

27. É possível saber a verdade sem desafiá-la primeiro?
Sim.

28. O seu pior medo se tornou realidade?
Muitos, mas temos de encará-los né?

29. Você se lembra aquela vez que você ficou extremamente chateado há 5 anos?
Lembro de seis, sete, oito anos...

30. Qual é a lembrança mais feliz da sua infância? O que a torna tão especial?
Minha mãe cantando pra me fazer dormir.

31. Em qual fase no seu passado recente você se sentiu mais apaixonado e vivo?
Alguns poucos anos atrás. Quando eu conheci a Deza e a Suzan. Não me sentia "apaixonado e vivo" mas me sentia feliz, encaixado... Muita coisa mudou a partir disso.

32. Se não agora, quando?
Espero me sentir ainda mais em algum tempo no futuro...

33. Se você não alcançou aquilo que procura ainda, o que você tem a perder?
Nada. Mas mesmo assim tenho medo porque não me acostumei a ver meus sonhos materializados sem que, de algum modo, eles se tornassem ilusão de novo... É como se eu tivesse medo, como se tudo fosse embora logo depois...

34. Você já esteve com alguém, não disse nada, e saiu sentindo que teve a melhor conversa da vida?
Já. Eu acho. XD

35. Porque religiões que apóiam o amor causam tantas guerras?
Na verdade não acho que a culpa seja a religião, mas o homem em si...

36. É possível saber, sem dúvidas, o que é bom e o que é mau?
Só Deus sabe. Eu ACHO que sei o que é bom e mau pra mim.

37. Se você ganhasse um milhão de dólares, você pediria demissão?
Trabalharia por conta própria. [2]

38. Você prefere ter menos trabalho para fazer, ou mais trabalho sobre o que gosta de fazer?
Mais trabalho sobre o que gosto.

39. Você já sentiu que viveu um dia 100 vezes antes?
Creio que sim.

40. Quando foi a última vez que você andou na escuridão com apenas uma pequena faísca que você realmente acreditava?
Todo dia.

41. Se você soubesse que todo mundo que você conhece fosse morrer amanhã, quem você visitaria hoje?
Faria uma festa reunindo todos eles.

42. Você diminuiria sua expectativa de vida em 10 anos para se tornar alguém famoso?
Não. Gostaria de ser famoso por coisas boas que fiz para as pessoas, não por ter vendido dez anos de minha vida.

43. Qual é a diferença entre estar vivo e realmente viver?
Estar vivo é levantar-se e deitar-se pra levantar amanhã de novo. Viver é levantar-se, pular de bungee jump e, se Deus permitir, chegar em casa pra dormir e acordar de novo. XD

44. Quando é a hora de parar de calcular riscos e recompensas, e simplesmente seguir em frente e fazer o que acredita ser correto?
Quando você percebe que está perdendo tempo e as coisas estão escorregando de suas mãos.

45. Se nós aprendemos com nossos erros, porque estamos sempre com medo de cometer um erro?
Porque dói demais tentar dar a volta por cima de tudo isso.

46. O que você faria de diferente se soubesse que ninguém iria te julgar?
Ia me declarar pra pessoa que eu mais gosto. E eu diria o quanto gosto dele, que eu gostaria de ficar com ele quando possível pois a presença dele me faz me sentir bem e que ele confiasse em mim nas horas difíceis. Ufa! XD

47. Quando foi a última vez que você percebeu a som da sua respiração?
Foi esse ano, acho, dias atrás, mas não me lembro exatamente quando...

48. O que você ama?
As coisas ao meu redor.

49. Daqui a 5 anos, você irá se lembrar do que você fez ontem? E um dia antes? E outro dia antes?
Talvez. Embora às vezes esqueça até do que tenha feito há minutos atrás.

50. Decisões estão sendo feitas agora. A questão é: Você está fazendo-as por si mesmo, ou está deixando que outros as façam por você?
Nada disso. Eu faço o que quero, mesmo tendo influências de fora, eu disfarço e transformo tudo no meu jeito. Me obrigar a fazer algo é mexer num vespeiro.